quinta-feira, 27 de maio de 2010

Alimente esta ideia!

Vai ser já no fim-de-semana de 29 e 30 de maio que o Banco Alimentar Contra a Fome (BACF) irá proceder a mais uma campanha de recolha de alimentos. Sob o lema "Por mais pequena que seja a sua contribuição, muitas pessoas beneficiam da sua ajuda" a campanha vai contar com o apoio de 28 mil voluntários em 1338 superfícies comerciais.

Os Bancos Alimentares Contra a Fome espalhados pelo país apelam mais uma vez para a generosidade de todos os portugueses numa altura em que a solidariedade é cada vez mais necessária.

Em simultâneo com a campanha tradicional de recolha decorre até 6 de Junho a campanha "Ajuda Vale". Em vez de sacos de plástico, são disponibilizados vales de produtos seleccionados.

Através desta nova modalidade, a associação espera conseguir chegar à quase totalidade das localidades do país. Também será possível deixar o seu donativo através da rede de pagamentos PayShop.

O desemprego e as crescentes dificuldades da economia portuguesa fizeram com que nos últimos anos muitas famílias procurem também a ajuda dos Bancos Alimentares.
video

Lisboa, Porto, Coimbra, Évora e Beja, Aveiro, Abrantes, S.Miguel, Setúbal, Cova da Beira, Leiria-Fátima, Oeste, Algarve, Portalegre, Braga, Santarém, Viseu e Viana do Castelo serão algumas das regiões onde irá encontrar voluntários dos Bancos Alimentares devidamente identificados que irão pedir o seu contributo.

Os Bancos Alimentares Contra a Fome apoiam 1.750 instituições de solidariedade, que concedem apoio alimentar a mais de 275 mil pessoas comprovadamente carenciadas. Só no ano passado foram distribuídas 23 mil toneladas de alimentos.

A Casa da Moeda, no âmbito do ano europeu contra a exclusão e pobreza social, vai lançar uma moeda comemorativa em homenagem ao Banco Alimentar Contra a Fome. A moeda que pode ser encontrada à venda na Casa da Moeda irá custar 5 euros. Um euro reverterá a favor do BACF e se a série de moedas esgotar representará uma ajuda extra de 100 mil euros para esta instituição de solidariedade.

Fonte: www.boasnoticias.pt

Sem comentários: